quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Aurea Esther Lopes Canedo de Morais


********* Esta homenagem fiz em 2009.
Hj (em 2015) descobri que a minha querida Tia Áurea faleceu
em 1992. Fiquei triste. Que ela esteja num lugar iluminado
e que onde estiver receba toda a minha gratidão.


Hoje quero fazer uma homenagem à alguem
muito especial, e que há 32 anos não tenho noticias!
Em São Paulo, no ano de 1976, eu tinha 9 anos
estava no 3º ano, e estudava em uma escola
estadual no Ipiranga; e tive nesta altura uma
professora que marcou minha vida positivamente
para sempre. Ela se chamava
Aurea Esther Lopes Canedo de Morais
A querida Tia Aurea, pois era assim que a tratavamos,
era mais do que uma mãe para toda a classe.
Que paciencia que ela tinha para nos ensinar,
e que carinho nos transmitia nos menores gestos.
Quantas saudades tenho dela.
Na epoca ela devia ter cerca de 38/40 anos,
tinha 3 filhos, 2 meninos e 1 menina, cuidava dos afazeres de
casa e ainda lecionava! Tia Aurea, tinha o dom para ensinar,
eu que sempre fui pessima em matematica, com ela passei
a entender melhor e so tinha notas altas.
Deixo aqui mesmo sabendo que ela não irá ler
a minha singela homenagem e o meu eterno agradecimento
pelo que ela fez por mim, provavelmente ela hoje já não mais se lembra.
Mas eu com certeza jamais a irei esquecer.
Um beijinho Tia Aurea!
Obrigada por tudo!

Depois o ano letivo acabou
a próxima professora era uma bruxa! rsss
Alias professoras bruxas é o que não faltam no passado...rss
Eu tive algumas, e também poderia citar o nome de
cada uma delas, bem como o que elas faziam nos
minimos detalhes, mas estas não merecem 'cartaz'.
Merecem outra coisa, que a minha boa
educação me impede de dizer aqui...ihihih
;)

3 comentários:

Noah disse...

Oiê,}?

Lindos posts, principalmente esse desabafo
Tah tudo ok?
O q tah havendo?

Angela disse...

Querida,
Que linda homenagem, espero que algum parente da professora possa ler e contar para ela, afinal é um gesto de gratidão, respeito e admiração. Qto as bruxas professoras, ainda insistem em sobreviver, encontrei-as no meu tempo de escola e rencontrei-as agora lecionando para minha filha... mas, como vc disse e mto bem, elas não merecem cartaz.
ótimo fim de semana,
Bjs!

Ana Karina Laprano disse...

Que linda Homenagem...