quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Termos utilizados em Artesanato

- Acabamento - É a ultima camada de tinta, verniz ou cera aplicada em um trabalho, ou seja a finalização do trabalho.

- Adesão – Propriedade de uma tinta, ou qq matéria prima de se fixar á base onde são aplicados.

- Aguada – Uma camada de pintura feita com a tinta diluída, que matiza a pintura anterior, sem mudar ou esconder sua cor.

- Aguarrás – Solvente geralmente utilizado na lavagem dos pincéis. Também pode ser usada para diluir uma tinta na execução de determinadas técnicas.

- Aquarela – Tinta á base de água, pronta para o uso. Também é o nome da técnica e do trabalho desenvolvido com essa tinta.

- Base – É a demão que prepara a superfície a ser trabalhada. Geralmente se usa a base para artesanato, pois foi especialmente formulada para essa finalidade.

- Betume da Judéia – Líquido escuro e viscoso derivado do petróleo que é usado para técnicas de envelhecimento da peça. Pode ser aplicado diluído, ou ser misturado á cera. Diluente – Aguarrás.

- Biscuit - Biscuit são esculturas modeladas a partir de uma massa feita com amido de milho, cola, vaselina líquida, etc Com essa massa os artistas preparam adornos ou esculturas de todo tipo.

- Camada – Cada demão de tinta, verniz, ou massa.

- Carregar – Colocar muita tinta no pincel.

- Ceras – Utilizadas para proteger a superfície pintada da madeira, quando não se quer utilizar um verniz . Podem ser usadas as ceras caseiras, ceras para carros ou cera de carnaúba, desde que sejam em pasta e incolor..

- Círculo Cromático – É essencial conhecer as cores no que se refere ás misturas e combinações. Sabendo utilizar o círculo cromático, o artista consegue que um trabalho seja mais harmonizado nas cores, transmitindo suavidade, ou não; dependendo do objetivo que se quer atingir no artesanato.

- Cobertura – Capacidade de uma tinta em cobrir a camada anterior.

- Corantes – Servem para dar cor á tintas e vernizes. Podem ser líquidos ou em pó.

- Customização - Customizar é transformar, modificar, dar a nossa personalidade a uma peça de roupa ou acessório.
Em todos os seguimentos pelo mundo afora , estão costumizando suas criações, rebordando, rasgando, esgarçando, bordando e reinventando.

- Demão – Cada camada de tinta ou verniz.

- Diluentes – Solventes líquidos usados para diluir tintas e vernizes.

- Diluição – Tornar a tinta mais líquida, usando o diluente (produto) adequado á cada tipo. Os rótulos trazem essa informação.
Aguarraz ou essência de terebintina para tintas á óleo.
Thinner para tinta esmalte.
Agua para tintas acrílicas, aquarelas, guaches, látex, tinta para tecido, etc.

- Envelhecimento – Técnicas que produzem efeitos de envelhecimento ou de muito uso em um trabalho artesanal.

- Envernizar – Aplicar verniz.

- Escovas – De aço, para escovar a madeira obtendo assim pequenas fendas e relevos na mesma. Escova dental, para “espirrar” a tinta e conseguir aspecto envelhecido em um trabalho.

- Esfumado – A mistura duas cores diretamente na superfície do trabalho para produzir um efeito esfumaçado.

- Esponjas – Podem ser vegetal ou aquelas de uso doméstico. Dependendo da textura da esponja o efeito final é diferenciado, mais leve ou mais forte.

- Espátulas – Ferramentas em formatos de pás , em metal ou em plástico, que são utilizadas para aplicar tintas ou massas.

- Essência de Terebintina – Solvente tradicional das tintas á óleo.

- Estêncil – São modelos feitos em acetato ou plástico com desenhos vasados e são usados para aplicar tinta em uma peça artesanal.

- E.V.A - É o Etil Vinil Acetato é aquela borracha não-tôxica que pode ser, aplicada em diversas atividades artesanais. EVA é um material utilizado no meio educacional enquanto ferramenta didática, e no meio artístico como suporte para peças decoradas.É um material maleável, opaco, atóxico e que se apresenta em cores vibrantes. É um material excelente para o trabalho decorativo e artesanal, pela facilidade da montagem das peças. É um material barato e de fácil aquisição. Utilizado na confecção de : porta-retratos, sacolas, convites, painéis, "lembrancinhas", tapetes, marcadores de texto, capas de cadernos, etc.

- Falso Acabamento –Nome dado ás pinturas que imitam materiais presentes na natureza mármores, madeira,etc.

- Gesso Acrílico - É uma pasta usada para obtenção de relevo em peças de madeira, também serve para produzir efeito de relevo em telas destinadas á pintura acrílica ou á óleo.

- Gouache –Nome técnico dado ás aquarelas opacas.

- Jateado – Peça de vidro ou metal que recebe jatos de areia e para se tornarem foscas e porosas.

- Lixas – São usadas em madeira para tirar imperfeições e farpas. As mais comuns são encontradas em folhas com numeração (ou grana) que indica o poder de abrasão. As de menor numero, são mais grossas e geralmente usadas para desgastar ou para retirar camadas velhas de tinta.. As de numero maior, são mais finas e indicadas para confecção de pátinas ou acabamento final.
Existem categorias diferenciadas quanto ao uso:
Lixas para madeira.
Lixa para ferro.
Lixa para argamassa.
Lixa d’água (usada com água, querosene ou outros solventes líquidos, que vão lavando as impurezas retiradas pela lixa).

- Massas para Textura – São massas próprias para execução de texturas em diferentes superfícies, como madeira, cerâmica, telas, etc. (Massa de modelar, massa acrílica, massa corrida, etc.)

- Medium Acrílico – Diluente utilizado para retardar a secagem da tinta acrílica.

- MDF - Medium Density Fibreboard – São fibras de madeira resinadas e prensadas em formato de pranchas que apresentam densidade média usadas para confecção de caixas, ou outro tipo de artesanato que necessite de madeira.

- Monocromático – É um trabalho feito com vários tons degradês de uma cor.

- Marchetaria - Palavra oriunda do francês, marqueter, embutir.Arte de enfeitar as superfícies planas de móveis, painéis, pisos, tetos, através da aplicação de madeiras diversos, tais com principal suporte a madeira.

- Risco ou Desenho – Desenho que será passado para a madeira, tecido, vidro, ou metal, para ser pintado. Pode-se transferir com papel quimico ou passando um lápis preto no verso do papel vegetal ou do papel de seda.

- Paleta – Placa onde são colocadas as tintas

- Pigmento – É como são chamados os ingredientes que dão cor ás tintas.

- Pirógrafo – Ferramenta elétrica que possui um pequeno bastão ao qual são acopladas pontas de metal que podem ser trocadas, possuindo diferentes formatos. Essas pontas se aquecem e quando pressionadas á superfícies de madeira, queima a madeira produzindo sulcos e desenhos.

- Pirogravura - A pirogravura é a arte de desenhar ou gravar com ferro incandescente os mais diversos motivos, podendo exercer-se sobre um grande leque de materiais.Os mais usados: madeira e couro.

- Patchwork - Patchwork é um trabalho manual feitos de pedaços de tecidos emendados. O patchwork é a emenda dos retalhos costurados de forma a formar desenhos. Você pode fazer colchas, mantas de sofá, paineis de parede, roupas e pequenas utilidades para o lar.

- Policromático –Trabalho desenvolvido baseado em várias cores. A utilização de cores diversas resultará em um trabalho vibrante e intenso. Para um projeto que transmita paz e tranquilidade, deve-se trabalhar com cores harmônicas e tons pastéis.

- Preenchimento – È o preenchimento dos espaços no risco, com as cores indicadas.

- Primeira Veladura – Primeira passada de tinta.

- Produtos Auxiliares – Vernizes, diluentes, médiuns, seladores, massas, pás, paletas, riscos, papel vegetal, e qualquer tipo de produto dos quais se faz uso para auxiliar a pintura.

- Queima – É o ato de levar uma peça ao forno para cozinhar (cerâmicas) ou para a fixação da tinta.

- Quilling - A técnica de quilling resume -se em dar formas em relevo ao papel,
criando imagens como flores, animais e paisagens, em cartões, capas de livros ou cadernos, etc.

- Origami - Origami é uma arte milenar de origem japonesa, que tem como base a criação de formas através da dobradura de papéis, sem o uso de cortes.
A prática do Origami favorece a concentração, destreza manual e paciência.

- Respingado –É o processo de espirrar uma tinta magra sobre uma superfície, com o auxilio de uma escova velha de dentes ou outra ferramenta.

- Reciclagem - Reciclar significa = Re (repetir) + Cycle (ciclo).
A reciclagem é um processo que converte o lixo descartado em produto semelhante ao inicial .Reciclar economiza energia, e poupa recursos naturais. Em meados da década de 80, quando foi constatado que as fontes de petróleo e outras matérias-primas não renováveis estavam e estão se esgotando começaram então a prestar mais atenção na “reciclagem”.

- Risco – Motivo ou desenho.

- Riscar – Desenhar um motivo sobre uma superfície com o objetivo de pintá-lo.

- Saturação – É a propriedade de quão intensa pode ser uma cor.

- SPONGING ON
O sponging on acrescenta cor ao trabalho
Ideal para camuflar pequenos defeitos e imperfeições da superfície. A base é com tinta PVA, e depois vai manchando a superfície com esponja e esmalte sintético diluido.

-SPONGING OFF
O sponging off retira a cor.
Ao invés de esponja, usa-se estopa, para retirar o excesso de cor.

- Scrapbooks - Passatempo que relaciona-se a colar recortes de jornal,artigos de revistas, fotos, em álbuns decorados, ou seja,scrapbooks. É o antigo “diário” das jovens que gostavam de escrever suas experiências do dia-a-dia.

- Secante de Cobalto – Líquido que quando adicionado á tinta á óleo, possibilita que a mesma seque mais rapidamente. A cor violeta desse acelerador não altera a cor da tinta.

- Solvente – Líquido para diluição e limpeza. Existem dois tipos de solventes, sendo que um deles é inodoro (sem cheiro).

- Sombrear – Criar áreas de sombra em uma pintura ou desenho.

- Técnicas de Pintura – É como são chamadas as várias formas de pinturas.

- Termolina Leitosa – Verniz acrílico de múltiplos usos. Como adesivo em trabalhos de decoupagé, ou como impermeabilizante para tecidos (impermeabilizando e possibilitando que se corte sem desfiar), ou usando como verniz sem brilho em qualquer superfície.

- Texturas – São técnicas através das quais pode se obter relevos variados em diversas superfícies (madeira, parede, cerâmica, gesso, etc.), utilizando-se massas especiais ,ou materiais diversos, como pás, linhas, etc

- Thiner – Solvente utilizado para limpar pincéis e utensílios dos resíduos de tinta.

- Tinta Magra – É uma tinta mais aguada ou diluída em água.

- Tons ou Tonalidades – São as nuances de uma mesma cor.

- Transferir o Risco – Transferir um determinado desenho para a superfície a ser pintada. Pode-se fazer uso de papel químico (carbono), que pode ser comprado em papelarias, ou se vc tiver em casa pode usar o papel carbono usado em computador.

- Verniz – É um líquido que possue viscosidade e é aplicado para proteger uma superficie, formando após a sua aplicação uma película transparente. Os vernizes podem ser em spray ou serem aplicados com pincel. Encontrado em fosco, acetinado, semi-brilho, brilhante ou com alto brilho. Existem vernizes que possibilitam exposição da peça ao sol , e a escolha deve levar em conta o uso e o local onde a peça envernizada vai ficar.

Um comentário:

Meyzinha disse...

qual verniz é melhor para um brinco de origami ..ebeads@gmail.com
obrigada

Acessorios | Bolsa e Sapatos